MERCADO INTERNACIONAL

Brasil fecha acordo com Arábia Saudita



20.09.2019 - 05:09

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e a comitiva do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) fecharam acordos de exportação de castanhas, frutas (mangas, goiabas, etc.) e ovosprodutos para a Arábia Saudita. Os acordos são resultados da missão que a ministra e os empresários brasileiros estão fazendo no Oriente Médio.

O diretor-executivo da Cdial Halal e um dos participantes da comitiva, Ali Saifi, conta que, somados, esses produtos têm um potencial de mercado superior a US$ 2 bilhões. “A Arábia Saudita já é uma grande importadora de frango e carne bovina do Brasil. Sem contar a soja, o milho, o café e o açúcar refinado, que são produtos com exportação muito expressiva para este país. É um mercado que se mostra aberto para adquirir os alimentos que temos a oferecer. Com uma boa articulação dos setores envolvidos, as aberturas de mercado são possíveis”, comenta Saifi.

A ministra comentou destacou que 80% das exportações brasileiras para a Arábia Saudita, no ano passado, foram produtos agrícolas. Para Ali, “o Brasil tem condições de produzir alimentos em quantidade suficiente para atender a demanda global e, para isso, precisa de investimentos internacionais em diversas áreas, como transporte e logística. A Arábia Saudita e o Brasil podem trabalhar em conjunto neste quesito, visto que o país árabe é um grande investidor mundial”, declara Saifi. Segundo o MAPA, as exportações de produtos agropecuários para a Arábia Saudita, em 2018, renderam US$ 1,696 bilhão; mais de 2,959 milhões de toneladas. 47,4% do valor vendido veio das exportações de carne de frango (US$ 804 milhões e 486 mil toneladas).

 

Foto : ministra  Tereza Cristina e Ali Saifi, diretor-executivo da Cdial Hala