PÁSCOA

Data deve gerar 25 mil empregos temporários



07.04.2017 - 04:06

Segundo recente pesquisa realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), 63% dos brasileiros possui o hábito de presentear com chocolates na Páscoa. É uma forma de renovar boas memórias que pais, filhos e entes queridos tem nessa época.

Com base nesse comportamento do consumidor nacional é que as indústrias de chocolate a cada ano desenvolvem produtos inovadores. “Para a edição deste ano, serão cerca de 120 lançamentos e a certeza de que o consumidor também encontrará os ovos das marcas favoritas. Com isso, a lembrança de bons momentos e alegria na tradicional troca de presentes está garantida”, destaca Afonso Champi, vice-presidente de chocolate da Abicab.

O volume de chocolate para a Páscoa de 2017 ainda está em produção, mas no ano passado, foram produzidas 14,3 mil toneladas de chocolate para a data, o equivalente a 58 milhões de ovos de Páscoa em todo o País. Para a Páscoa deste ano, no período de outubro de 2016 a março de 2017, a Abicab estima que as indústrias e lojas especializadas devem gerar cerca 25 mil empregos temporários em todo Brasil, sendo que 15% devem ser destinados para posições de produção e 85% para promoção e cadeia de venda. “Os números confirmam o compromisso das indústrias de chocolate em gerar emprego e investimento, contribuindo para o reaquecimento da economia do país”, analisa Ubiracy Fonseca, presidente da Associação.

O Brasil tem consumo per capita de chocolate de 2,5 kg/ano e é o 5º maior consumidor de chocolate do mundo. O mercado de chocolate registrou faturamento de R$ 12,4 bilhões em 2015. De janeiro a setembro de 2016, a produção apresentou crescimento de 13% em relação ao mesmo período de 2015. “Começamos a recuperar a produção de chocolate e os esforços das indústrias foram essenciais para proporcionar o índice de aumento”, completa Ubiracy Fonseca.