CARNE BOVINA

Exportações rendem US$ 5,9 bi em 2015



14.01.2016 - 03:07

Segundo levantamento da Associação Brasileira das Indústrias Exportadores de Carnes (ABIEC), o faturamento com exportações de carne bovina atingiu US$ 5,9 bilhões em 2015, resultado inferior aos US$ 7,2 bilhões obtidos no ano anterior. Em volume, as vendas externas caíram de 1,56 milhão de toneladas, em 2014, para 1,39 milhão de toneladas no ano passado. A queda é explicada por problemas conjunturais que afetaram mercados importantes para o Brasil, como Rússia, Venezuela e Hong Kong.

Entre os maiores compradores da carne bovina brasileira em 2015 estão Hong Kong, Egito e a União Europeia. Destaque também para países que cresceram tanto em faturamento, como em volume na importação do produto nacional, como Egito, Irã, Estados Unidos, Israel, entre outros. A categoria de carne bovina mais exportado foi a in natura, totalizando US$ 4,6 bilhões e 1 milhão de toneladas.

A expectativa para este ano é que as exportações retomem os níveis de 2014 com o fim dos embargos de alguns países à carne brasileiro, além do retomada de mercados como a China e a Arábia Saudita e a possibilidade de acesso a novos mercados, como os Estados Unidos. “A China deverá dar um grande impulso às exportações da carne brasileira este ano. Com mais frigoríficos habilitados a exportar, o gigante asiático deverá figurar nas primeiras posições no ranking de maiores destinos do produto. Mesmo com uma possível desaceleração da economia chinesa, os recursos de investimentos e infraestrutura seriam desviados para o consumo, ajudando assim a desenvolver o mercado. A expectativa é que em 2016 as exportações atinjam US$ 7,5 bilhões, confirmando o Brasil como líder no mercado mundial de proteína”, afirma Antônio Jorge Camardelli, presidente da ABIEC.