FUSÕES

Fusão entre Sadia e Perdigão é contestada pela Oetker



26.10.2009 - 04:30

Com um pedido de oposição à fusão entre Sadia e Perdigão, anunciada há cinco meses, a Dr.Oetker ambiciona aumentar sua participação no mercado de pizzas prontas congeladas e até uma provável aquisição futura.

A empresa alemã pede ao Cadê (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) o impedimento da fusão ou ao menos algumas restrições a ela. Atualmente a Dr. Oetker tem menos de 1% no mercado brasileiro de pizza pronta congelada, enquanto que a BRF – Brasil Foods (empresa resultante da união entre Sadia e Perdigão), que é dona das marcas de pizzas prontas Resende, Batavo, Apreciata e Sadia, que juntas têm 83% das vendas em volume.

A preocupação da Oetker é de que a concentração das marcas da mesma empresa possa causar práticas anticompetitivas nos canais de distribuição. Segundo um estudo encomendado pela empresa a uma consultoria, a fusão irá dificultar a entrada de novas companhias ao setor. Com as restrições exigidas pela Oetker, poderia acontecer a venda de marcas e ativos da BRF por preços mais baixos, o que a beneficiaria, podendo aumentar sua participação no mercado adquirindo marcas a baixo custo. Este tipo de atitude já foi tomada pela empresa em outras ocasiões, como quando adquiriu a divisão de pizzas da Unilever em 2004.

Além da Oetker, uma associação de suinocultores deve apresentar oposição à fusão entre Sadia e Perdigão.