MASSAS

Faturamento da indústria cresce 10% em 2008



04.05.2009 - 02:53

A Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias (Abima) anunciou que o setor registrou faturamento de R$ 5 bilhões no último ano, 10% a mais em relação a 2007. Para este ano, a expectativa é que o mercado brasileiro se mantenha, mesmo com a crise mundial.

O bom desempenho do mercado se deve às características nutricionais e comerciais do alimento. O presidente da entidade, Claudio Zanão, afirma que muitas famílias deixaram de realizar refeições fora de casa e têm escolhido o macarrão como um dos principais componentes na alimentação. “As massas alimentícias são nutritivas, saborosas, práticas e acessíveis. Podem ser encontradas em todas as regiões do País, e nesse momento, as famílias buscarão produtos baratos para levar à mesa”.

O Brasil tem grande potencial para aumentar o consumo. O alimento é aceito em 100% dos lares brasileiros. “Muitas vezes o consumidor muda o formato, molho ou a marca, mas o alimento é aceito por todas as famílias”, afirma Zanão.

O Brasil é o terceiro consumidor mundial de macarrão, com 6,4 kg por hab./por ano, sendo a metade do da Venezuela e com grande diferença do consumo dos Italianos, que lideram o ranking com 28 Kg por habitante.