SAL

Hipertensão cresce entre crianças no Brasil



18.01.2018 - 02:57

O Ministério da Saúde divulgou que, atualmente, o Brasil possui cerca de 30 milhões de pessoas com pressão alta, sendo que 5% são crianças e adolescentes. A doença crônica eleva os níveis de pressão do sangue nas artérias.

Nas crianças a principal causa da pressão alta é consumo excessivo de sal. Crianças com sobrepeso tem duas vezes mais chances de desenvolver a doença do que as que tem o peso adequado. A Federação Mundial de Obesidade calcula que cerca de 1 milhão de crianças e adolescentes sofram de pressão alta em 2025.

O aumento da doença em crianças e jovens está relacionada à obesidade e ao sedentarismo cada vez mais crescente no Brasil. “Os sintomas de pressão alta nos jovens são raros, sendo que a dor de cabeça constante, visão embaçada ou tonturas surgem apenas nos casos mais avançados. E isso faz com que muitos demorem a descobrir que tem a doença”, ressalta o cirurgião cardíaco de São Paulo, Marcelo Sobral. A pressão alta na criança e no adolescente tem duas causas principais: 1) histórico familiar de hipertensão e 2) quando a doença é causada por doenças que provocam a pressão elevada, como problemas renais, cardiovasculares e pulmonares. Os prematuros e crianças que nascem com baixo peso, também estão sujeitas a desenvolver a doença na fase adulta.

Qualquer pessoa pode reduzir os riscos da doença ao adotar hábitos mais saudáveis, mesmo que possua um componente genético para desenvolver a hipertensão. “Os pais precisam fazer consultas regulares ao médico, especialmente se a criança estiver acima do peso ideal para a idade. Além disso, deve-se evitar alimentos ricos em sal, embutidos, praticar exercícios com frequência e introduzir frutas e verduras no cardápio é importante", alerta o Dr. Marcelo Sobral.