ALUMÍNIO

Embalagens ganham proteção para garantir qualidade



13.04.2017 - 05:27

Os ovos de Páscoa são embalados em papel alumínio com o objetivo de formar uma barreira eficaz contra a umidade, o oxigênio e a ação da luz. Isto permite que o fabricante conserve as características originais do produto, bem como aumente sua vida útil e garanta um consumo seguro para o cliente.

Empresas do setor, como a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) e a Arconic, são grandes fornecedoras de folhas de alumínio para as convertedoras. Essas empresas são responsáveis por personalizar as folhas em tamanhos variados para ovos de Páscoa e chocolates em geral. De acordo com a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), o alumínio pode ser reciclado infinitas vezes, sem perder suas características no processo de reaproveitamento, ao contrário de outros materiais.

Por essa razão, é muito importante que as embalagens de alumínio tenham um descarte correto. Além das latas para bebidas, as folhas, pratos e bandejas de alumínio, bem como as embalagens dos chocolates devem ser destinadas ao lixo reciclável. “A reciclagem é um dos principais benefícios do alumínio e reforça o potencial da sua indústria para a sustentabilidade em termos econômicos, sociais e ambientais. Mesmo com restos de alimentos, a embalagem utilizada pode ser reciclada. Para tanto, basta retirar o excesso da sujeira da embalagem com um guardanapo, por exemplo, e descartá-la corretamente no lixo para coleta seletiva”, explica Celso Soares, coordenador do comitê de Embalagens, da ABAL.