LEGISLAÇÃO AMBIENTAL

Pecuaristas criticam ameaças de frigoríficos



16.08.2010 - 01:08

Em carta aberta aos frigoríficos Marfrig e JBS-Friboi, a Associação dos Criadores de mato Grosso (Acrimat) afirma que o setor sofre ameaças para provar que cumprem legislação ambiental. Os dois frigoríficos firmaram acordo com o Ministério Público Federal no Pará e em Mato Grosso para exigir que seus fornecedores comprovem a origem legal do rebanho. A medida tem como objetivo barrar a expansão do desmatamento e o uso de áreas de preservação e reservas indígenas para criação do gado.

Entretanto, a Acrimat afirma que o acordo selado entre empresas e MP’s pretende “inverter o ônus da prova e manipular  a relação comercial com o pecuarista”. “Nós, produtores, não temos nenhuma relação com os acordos assinados junto ao Ministério Público Federal e ONGs. Não somos testemunhas e nem responsáveis pela assinatura desses pactos”. Em nota, a JBS-Friboi afirma que tem a sustentabilidade como um dos pilares e por isto controla a aquisição do gado de acordo com a legislação socioambiental. Já o Marfrig afirma promover boas práticas ambientais e “se reserva no direito de adquirir matéria-prima de fornecedores alinhados com a lei”.